fbpx

FatosOnline.com

Notícias que impactam seu dia a dia

Gaeco deflagra 4ª fase da Operação Mensageiro com novas prisões de prefeitos em SC

Mandados de prisão estão sendo cumpridos na manhã desta quinta-feira (27). A operação apura suspeitas de fraude em licitação, corrupção ativa e passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro no setor de coleta e destinação de lixo em Santa Catarina

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) desencadeou na manhã desta quinta-feira (27) mais uma fase, a 4ª, da Operação Mensageiro, que apura suspeitas de fraude em licitação, corrupção ativa e passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro no setor de coleta e destinação de lixo em Santa Catarina.

Nesta fase, 18 mandados de prisões preventivas e 65 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos nos municípios de Três Barras, Massaranduba, Gravatal, Imaruí, Guaramirim, Bela Vista do Toldo, Corupá, Schroeder, Ibirama, Major Vieira, Braço do Norte e Presidente Getúlio. De acordo com informações ainda preliminares, oito prefeitos já foram alvos de mandados de prisão até o momento (8h45min) nesta manhã de quinta.

 Os mandados foram requeridos pelo MPSC após a análise dos depoimentos de testemunhas, dos investigados e das provas coletadas nas primeiras fases da Operação.

A operação também contou com importante apoio do GAECO do Ministério Público do Distrito Federal que localizou e efetuou a prisão de um dos investigados que estava em viagem à Capital do país.

A investigação está em curso há pouco mais de um ano pela Subprocuradoria-Geral de Justiça para Assuntos Jurídicos do MPSC, que atua, em conjunto com o GAECO e o GEAC, nas apurações de crimes funcionais de prefeitos. 

Ao todo, até agora, já foram cumpridos 196 mandados de busca e apreensão e 40 mandados de prisão preventiva. Esta 4ª fase da operação ainda corre em segredo de justiça, por determinação legal, mas, assim que houver a publicidade dos autos, novas informações poderão ser divulgadas.

GAECO E GEAC

O GAECO é uma força-tarefa coordenada pelo MPSC e composta por integrantes da Polícias Militar, Civil e Rodoviária Federal a Secretaria Estadual da Fazenda, Corpo de Bombeiros Militar, Secretaria de Estado de Administração Prisional e Socioeducativa.

O GEAC é um grupo de membros do Ministério Público de Santa Catarina que atua em investigações e ação judiciais de combate à corrupção, cujos fatos revelem maior gravidade ou complexidade.

Saiba mais

A Operação Mensageiro, deflagrada no fim de 2022 pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), colocou sob a mira um suposto esquema de corrupção na licitação de lixo em várias cidades de Santa Catarina.

Deflagrada em 6 de dezembro de 2022, a operação já teve três fases e agora está na quarta fase. Na primeira, quatro prefeitos foram presos, um deles durante uma viagem oficial em Brasília.

Na segunda, em 2 de fevereiro, dois prefeitos também foram detidos. Já na terceira fase, o prefeito de Tubarão foi detido junto com o vice.

Quem são os prefeitos presos até a 3ª fase:

Deyvison Souza (MDB), de Pescaria Brava;

Luiz Henrique Saliba (PP), de Papanduva;

Antônio Rodrigues (PP), de Balneário Barra do Sul.

Antônio Ceron (PSD), prefeito de Lages;

Vicente Corrêa Costa (PL), de Capivari de Baixo;

Marlon Neuber (PL), de Itapoá;

Joares Ponticelli (PP), de Tubarão

Sobre o Autor

Compartilhe este Fato: