fbpx

FatosOnline.com

Fatos e fatos a cada instante.

Obras na BR-470 - Crédito - DIVULGAÇÃO

Governo Lula aumenta o orçamento para as obras nas BR-470 e BR-280 em 2023

Segundo o DNIT, o valor era de 835 milhões, e agora entrou mais esses 336 milhões, para as duas rodovias

Antiga reivindicação dos catarinenses, sendo uma luta de mais de 20 anos, a novela da BR-470 ganha novo capítulo. Junto com a BR-280, as duas receberam incremento no orçamento conforme portaria assinada pela ministra do Planejamento, Simone Tebet (MDB). As obras de duplicação da BR-470 ganharam mais R$ 112 milhões a serem investidos em 2023. Já a 280, foi beneficiada pela portaria, com R$ 224 milhões. Ela tinha apenas R$ 48 milhões disponíveis.

Os valores da portaria divulgada e publicada no Diário Oficial nesta terça-feira (9) são extra ao valores orçados com a PEC aprovada ainda em 2022, que aumentou o orçamento para construção e melhoria das rodovias. Segundo o DNIT, o valor era de 835 milhões, e agora entrou mais esses 336 milhões.

O Ministério do Planejamento publicou portaria que dobra o orçamento da rodovia 470 em 2024, que até então era de R$ 111,6 milhões previsto na LOA. Com o dinheiro, será possível acelerar os trabalhos nos 73 quilômetros entre Navegantes e Indaial.

O presidente da Facisc, Sérgio Rodrigues Alves, explica que as duas rodovias são imprescindíveis para o desenvolvimento catarinense e são reivindicações do meio empresarial há muito tempo. “Desde 2004 editamos o Voz Única e as duas rodovias estão na nossa pauta”.

A suplementação havia sido solicitada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) em Santa Catarina. É praxe em maio ocorrerem remanejamentos no orçamento da União, assim como em agosto. No caso atual, perderam verbas obras rodoviárias em outros estados e investimentos nos ministérios da Integração Nacional, Cidades e Portos e Aeroportos.

Além do dinheiro orçado em 2023, a BR-470 conta com R$ 55,4 milhões em valores não usados em exercícios anteriores. Ou seja, o DNIT terá um total de R$ 279 milhões para usar na rodovia em 2023.

O reforço financeiro pesado, raro nos quase 10 anos de duplicação, torna mais factíveis os planos do DNIT de concluir os lotes 1 e 2 em 2023, que possuem saldo de R$ 122,9 milhões de reais a serem executados, com a exceção de um viaduto em Navegantes e dois acessos a Gaspar que dependem da estabilização do solo. Outras frentes, como a passagem sobre a BR-101, em Navegantes, e o viaduto do Badenfurt, em Blumenau, também devem ganhar velocidade.

Sobre o Autor

Compartilhe este Fato: