fbpx

FatosOnline.com

Fatos e fatos a cada instante.

Mais de 1,2 mil áreas isoladas terão mais acesso à internet na Região Sul do País

Sinal 4G será ampliado em distritos, vilas e regiões rurais no Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul

Os investimentos do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) vão expandir a cobertura do sinal de telefonia móvel em todo o País. O programa vai, por exemplo, levar o sinal do 4G a 7.430 distritos, vilas e áreas rurais. Só na Região Sul, serão 1.247 localidades beneficiadas, sendo quase metade delas (621) no Rio Grande do Sul. Outros 411 locais afastados de grandes centros urbanos serão conectados no Paraná e 215, em Santa Catarina.

“O Novo PAC vai levar internet móvel ao maior número possível de pessoas, com recursos garantidos pelo Leilão do 5G. No Ministério das Comunicações, pensamos nesse acesso à internet como um meio de levar serviços públicos e qualidade de vida às pessoas, reduzindo desigualdades. Por isso, nosso foco é conectar equipamentos e órgãos públicos, rodovias federais e, principalmente, áreas rurais e isoladas”, afirma o ministro das Comunicações, Juscelino Filho.

O sinal 4G também vai chegar a 4.448 quilômetros de rodovias federais nos três estados da Região Sul. O Rio Grande do Sul, mais uma vez, é destaque nos números. Lá, 2.273 quilômetros de pistas contarão com acesso à internet móvel (mais de 50% do total). Outros 1.293 quilômetros serão conectados no Paraná e 882 quilômetros, em Santa Catarina.

A expansão da quinta geração de dados móveis também é um dos investimentos previstos no Novo PAC. Assim como nas outras quatro regiões brasileiras, todas as 1.191 sedes municipais da Região Sul vão contar com cobertura 5G, bem como outras 64 pequenas e isoladas localidades (sendo 29 em Santa Catarina, 23 no Paraná e 12 no Rio Grande do Sul). Também serão implantadas redes fixas de fibra óptica em 11 sedes municipais no Rio Grande do Sul.

ESCOLAS CONECTADAS – Quase 20 mil escolas públicas de educação básica da Região Sul serão conectadas com internet de alta velocidade e com sinal WI-FI em todos os ambientes escolares, possibilitando o uso pedagógico dos conteúdos, aplicativos e jogos didáticos disponíveis na rede. Em escolas sem acesso à energia elétrica, serão instalados geradores fotovoltaicos que transformam a radiação solar em energia elétrica.
Saiba mais: Novo PAC vai conectar 100% das escolas públicas de ensino básico do Brasil

O Paraná lidera no número de escolas que receberão a conexão Wi-Fi: 7.381 unidades educacionais paranaenses serão beneficiadas. Em seguida, aparece o Rio Grande do Sul, com 7.249 escolas; e Santa Catarina, com 5.196.

INFOVIAS – A construção de infovias também serão executadas com receitas previstas pelo Novo PAC. As “estradas digitais” ampliam a capacidade de tráfego de dados e expandem a disponibilidade de banda larga. O Programa inclui a construção ou ampliação de 28 infovias, sendo duas nacionais, oito regionais e 18 estaduais. Dessas últimas, três ficam localizadas no Sul do País.

Saiba mais: Novo PAC vai ampliar o acesso à internet banda larga em todas as regiões do Brasil

Será construída uma nova infovia estadual no Rio Grande do Sul, com 4 mil quilômetros de extensão. Outra, com 3.266 quilômetros, será implementada no Paraná; e uma última, com 3 mil quilômetros de extensão, será em Santa Catarina. Além da construção de novas estruturas, também serão ampliados enlaces de infovias nacionais para educação e pesquisa, alguns deles passando pela Região Sul.

CORREIOS E TV DIGITAL – Os recursos do Novo PAC também serão destinados a modernizar e ampliar infraestrutura dos Correios. A modernização do parque logístico nacional inclui a aquisição de novos sistemas automatizados de triagem – sendo um deles em São José dos Pinhais (PR) – e a construção de centros de serviços postais em locais estratégicos do país – sendo um em Londrina (PR).

O eixo Inclusão Digital e Conectividade do Novo PAC também envolve a ampliação da oferta gratuita de canais de TV com sinal digital. No total, 250 municípios brasileiros que possuem baixa disponibilidade de canais digitais serão priorizados, sendo 25 na Região Sul: 10 no Rio Grande do Sul, 10 em Santa Catarina e 5 no Paraná.

Sobre o Autor

Compartilhe este Fato: