fbpx

FatosOnline.com

Fatos e fatos a cada instante.

(Foto: Pablo Le Roy / MCom)

Novo PAC vai conectar 100% das escolas públicas de ensino básico do Brasil

Serão investidos R$ 6,5 bilhões para levar internet de altíssima qualidade a mais de 138 mil escolas e 24 mil Unidades Básicas de Saúde

Com o Novo PAC, mais de 138 mil escolas públicas do ensino básico e 24 mil unidades básicas de saúde terão conectividade até o fim de 2026. O Ministério das Comunicações (MCom) vai investir um total de R$ 6,5 bilhões em infraestrutura para levar conexão com a melhor tecnologia disponível e velocidade adequada aos equipamentos públicos espalhados por todo o Brasil.

“O Novo PAC é uma grande vitória para o povo brasileiro. O Ministério das Comunicações vai investir pesado para que todas as escolas públicas desse país tenham uma internet de altíssima qualidade. Todas as UBSs que estão próximas a essas escolas também serão conectadas, para que os cidadãos possam ter acesso a telemedicina e a um serviço público de melhor qualidade. Vamos promover inclusão digital e social de norte a sul do Brasil”, destaca o ministro Juscelino Filho.

As escolas serão conectadas com internet de alta velocidade e com sinal WI-FI em todos os ambientes escolares, possibilitando o uso pedagógico dos conteúdos, aplicativos e jogos didáticos disponíveis na rede. As escolas que ainda não possuem energia elétrica, serão contempladas com geradores fotovoltaicos que transformam a radiação solar em energia elétrica.

O Nordeste é a região com a maior quantidade de escolas que passarão a ter internet de qualidade, totalizando 49.953 instituições. Em seguida está o Sudeste, com 40.365 escolas; o Norte, com 20.366; o Sul, com 19.826 unidades de educação; e o Centro-Oeste, com 7.845 instituições.

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) que estão próximas a essas escolas também serão conectadas, permitindo uma maior eficiência na administração desses equipamentos públicos. Além disso, será possível expandir o uso de prontuários eletrônicos e fortalecer o Programa Nacional de Telessaúde, para que pacientes possam se consultar com especialistas que não estão em sua cidade.

RECURSOS – Só para a conectividade nas escolas, o investimento será de R$ 6,4 bilhões. Os recursos são provenientes de quatros fontes: Leilão do 5G, Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (FUST), Programa de Inovação Educação Conectada (PIEC) e Lei 14.172 de 2021. Já para a conexão das UBSs, o investimento será de R$ 100 milhões, proveniente do Orçamento Geral da União do Ministério da Saúde.

No total, o eixo de inclusão digital e conectividade do Novo PAC irá investir R$ 27,9 bilhões em conectividade nas escolas e unidades de saúde; expansão do 4G e implementação do 5G; construção de infovias; serviços postais; e TV digital.

NOVO PAC – O Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) é um programa de investimentos coordenado pelo Governo Federal, em parceria com o setor privado, estados, municípios e movimentos sociais. Serão investidos R$ 1,7 trilhão para acelerar o crescimento econômico e a inclusão social, gerando emprego e renda, e reduzindo desigualdades sociais e regionais.

Os investimentos do programa têm compromisso com a transição ecológica, a neoindustrialização, o crescimento do País e a geração de empregos de forma sustentável. Além da inclusão digital e conectividade, há outros oito eixos de investimento: transporte eficiente e sustentável; infraestrutura social inclusiva; cidades sustentáveis e resilientes; água para todos; transição e segurança energética; inovação para indústria e defesa; educação, ciência e tecnologia; e saúde.

Sobre o Autor

Compartilhe este Fato: