fbpx

FatosOnline.com

Fatos e fatos a cada instante.

Deputado Fabiano da Luz FOTO: Bruno Collaço / AGÊNCIA AL

População de Santa Catarina empobreceu no governo Bolsonaro, aponta Fabiano

O deputado Fabiano da Luz (PT) destacou o expressivo aumento da pobreza e da extrema pobreza em Santa Catarina, entre os anos 2019 e 2020.

Segundo o deputado, com base em dados do IBGE, 250 mil catarinenses ingressaram na pobreza (que possuem renda per capita de R$ 218/mês) e na pobreza extrema (renda de R$ 109/mês) no Estado, nos últimos quatro anos. “Hoje são 718.702 pessoas nestas condições, cerca de 10% da população catarinense.”

Fabiano frisou que, curiosamente, as regiões onde mais aumentou o índice de pobreza foram as mesmas que concentraram o maior índice de riqueza, que são as de Blumenau, Florianópolis e Joinville. “Juntas, concentraram 57,76% das pessoas com baixa renda em Santa Catarina.”

Por outro lado, as regiões de Itajaí, Joinville, Concórdia, Joaçaba/Herval do Oeste, Maravilha e Chapecó alcançaram um PIB per capita (em 2020) superior à média estadual, de R$ 48.159,24.

Tais números se refletiram no Cadastro Único do governo federal com o aumento do número de pessoas buscando auxílio, o Bolsa Família e outros programas assistenciais.

“Precisamos discutir como o governo do Estado, qual a ação, o que fazer para combater a pobreza no Estado.” O deputado ressaltou que no país estão sendo lançados inúmeros programas do governo federal para que a população tenha geração de emprego, acesso à moradia, à qualificação e condição de melhorar de vida.

“Mas o estado tem que fazer a sua parte e não apenas assistir e fazer de conta que isto não acontece, não existe. Este é o desafio.”

Fabiano acrescentou que motociata e passeio de Jet ski não aumentam o índice de economia. “É preciso ação de governo. Graças ao bom Deus, o país acordou e está em reconstrução.”

Sobre o Autor

Compartilhe este Fato: