fbpx

FatosOnline.com

Fatos e fatos a cada instante.

Flávio Dino: indicado pelo presidente Lula para se tornar ministro do STF

Relator no Senado aprova indicação de Dino ao STF: “Invejável currículo” 

Senador Weverton Rocha apresentou relatório recomendando a aprovação de Flávio Dino para o Supremo Tribunal Federal. Apoio ao ministro da Justiça não para de crescer

O ministro da Justiça, Flávio Dino, recebeu mais um importante apoio para se tornar ministro do Supremo Tribunal Federal (STF): o do senador Weverton Rocha (PDT-MA), relator da indicação no Senado.

O parlamentar apresentou seu relatório nesta segunda-feira (4), recomendando a aprovação do nome de Dino, que, segundo Rocha, “possui invejável currículo”.

“Trata-se de uma figura reconhecida e admirada nos mundos jurídico e político. Ex-professor de duas universidades federais (UFMA e UnB), mestre em Direito, ex-juiz, Senador, Ministro de Estado, ex-Governador, alguém que teve experiências exitosas no exercício de funções dos três poderes da República”, afirma o senador no documento.

Com isso, Dino chega ainda mais fortalecido à sabatina pela qual deverá passar na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, marcada para o dia 13. Depois, a indicação também precisará ser analisada no plenário da Casa.

Elogios e apoios constantes

O nome de Dino para ocupar a vaga deixada pela ministra Rosa Weber foi anunciado pelo presidente Lula em 27 de novembro. Na mesma ocasião, Lula encaminhou ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, a indicação de Paulo Gonet ao cargo de procurador-geral da República.

Desde que foi feito o anúncio, Flávio Dino tem recebido reiterados apoios, como os de atuais ministros do STF. O presidente da Corte, Luís Roberto Barroso, por exemplo, disse que se trata de “uma escolha muito feliz do presidente da República”, que “vai agregar valor” ao tribunal.

Já a ministra Cármen Lúcia afirmou que “a chegada do ministro Flávio Dino ao Supremo Tribunal Federal honra o Poder Judiciário e o Brasil”. “É um homem com notável saber jurídico e que dispõe de comprovada dedicação à causa pública. Todos do tribunal e eu mesma, que convivo há muitos anos com o ministro Dino, nos sentimos honrados com sua chegada”, completou.

Lideranças do PT apoiam Dino

Mais recentemente, Flávio Dino recebeu apoio do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) e da Associação dos Juízes Federais do Brasil.

Várias lideranças do PT também saudaram a decisão do presidente Lula. O deputado federal e secretário nacional de Comunicação, Jilmar Tatto, por exemplo, ressaltou que “Dino alia capacidade técnica, conhecimento político e comprometimento ético”. 

Na semana passada, em entrevista à TV 247, a presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, disse considerar uma escolha “muito boa”. 

“Flávio é um grande companheiro, com muita experiência, experiência política, experiência jurídica. E eu não tenho dúvidas de que o Supremo ganha muito com a indicação dele”, acrescentou Gleisi. 

Ela lembrou ainda que, durante a perseguição de Lula pela Lava-Jato, Dino “foi uma das vozes ativas na defesa do presidente Lula, no enfrentamento à desconstrução da democracia e à Lava Jato”.

Extrema direita isolada

Contrária à indicação de Dino só mesmo a extrema direita, por meio de seus porta-vozes seja no Congresso Nacional, seja na imprensa. 

Os bolsonaristas, no entanto, se tornam cada vez mais isolados, com suas críticas infundadas e movidas certamente pelo rancor que sentem desde que a tentativa de golpe em 8 de janeiro foi abortada pelo governo Lula, com importante atuação de Dino no combate aos terroristas.

Sobre o Autor

Compartilhe este Fato: